segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Reformando nossa Piedade

Fabio Farias

Muitos cristãos no Brasil e no mundo inteiro tem algo a mais para agradecer hoje nas suas orações: neste mesmo dia, mas à 494 anos atrás, Lutero pregou as suas 95 teses na porta da Igreja de Wittemberg; a partir de então começava a Reforma Protestante. As 95 teses foram o pavio para um verdadeiro incêndio que restaurou a Igreja.

A Reforma é inicialmente doutrinária. Por meio dela,  Deus levantou homens que redescobriram na Revelação de Cristo Jesus nas Escrituras, o projeto Divino para o homem assim como a redenção que Ele havia promovido por meio da morte de Jesus Cristo no Calvário. Redescobriram a genuína Liberdade e levaram ao Cativeiro de Deus milhões de pessoas em toda a Europa e além mar.

Porém há um outro lado da Reforma tão ou mais importante que o resgate da Sã Doutrina. A Piedade Cristã, que sempre foi um fato marcante do Movimento Reformador:

* Martinho Lutero confessou uma vez que sentia a necessidade de orar 5 horas por dia antes de iniciar suas atividades, pois temia ser tragado pelo demônio se assim não o fizesse. 

* Jonn Knox certa vez foi encontrado pelo seu genro orando de madrugada, clamando pela salvação da Escócia. 

* George Withefield  costumava ler a Bíblia de joelhos, junto com o comentário bíblico Mathew Henry

* Membros do Tabernáculo Metropolitano de Londres (Igreja Batista) costumavam ficar no porão da igreja intercedendo pelo seu pastor, Charles Spurgeon, enquanto o mesmo pregava. 

* Os puritanos criaram uma cultura de estudo bíblico, oração, jejum e disciplina que formaram os crentes mais fervorosos de que se têm notícia.

A Piedade Cristã, expressa no caráter e nas disciplinas espirituais, sempre foi considerada um sinal da presença da Reforma nos corações das pessoas e das famílias. A pregação saudável e poderosa que havia neles era proveniente da sua dedicada vida de oração, jejum e meditação bíblica. Tal dedicação também foi o eixo de muitas famílias puritanas.

Porém irmãos, será que essa Piedade Cristã característica da Reforma existe nas nossas igrejas? Você consegue olhar para seus irmãos e ver neles um genuíno homem de Deus? Vê nas irmãs, genuínas mulheres de Deus? Os sermões nas nossas igrejas "reformadas" realmente abalam o pecador e geram Fé nos nossos corações?

Não devemos apenas pregar as doutrinas que os reformadores pregaram. Temos que pregar sermões reformadores. Não devemos ser apenas "cristãos reformados", devemos ser "cristãos reformadores", instituindo o Reino de Deus com nossas ações e palavras. Assim como, principalmente, temos que ensinar as nossas igrejas a orarem e jejuarem constantemente, cultivando por meio disto o quebrantamento e o temor a Deus.

Sim irmão, a partir de hoje, coloque no topo da sua "lista de petições diárias" o quebrantamento necessário para que você se torne um genuíno reformador e ore para que os cristãos da sua igreja assumam a mesma postura.

Um comentário:

Obrigado pelo seu comentário!